• 5 simples atitudes para amenizar o sofrimento
    5 Simples atitudes para amenizar qualquer sofrimento

    Por Alenne Namba

    O perdão não muda o passado, mas amplia o futuro.” Paul Boese

    Para amenizar seu sofrimento, você precisa abrir mão de velhos padrões. Você nasceu feliz e permaneceu feliz enquanto era pequeno, mesmo passando por momentos desagradáveis. Agora, já crescido, novas situações se apresentam para você diariamente. E se essas situações são dolorosas, acabam desencadeando velhos padrões que podem fazer com que você se sinta mais triste do que deveria. O que trago para você hoje são formas simples de amenizar esse sentimento de tristeza, sempre que passar por momentos difíceis.

    1. Decida se você está pronto para deixar a dor ir embora

    Se você não fizer as pazes com o passado, toda energia negativa relacionada com o que você passou poderá acabar se transformando em algum problema de saúde, aumento de peso ou alteração de humor. Você já sabe bem disso. Por isso, sugiro que você não carregue essa dor com você por toda a vida. Deixe ir embora. Não vale a pena viver carregando esse peso.

    2. Mude sua atitude em relação à sua história

    Você só está prejudicando a si mesmo se não mudar sua atitude. A pessoa que lhe causou tristeza pode estar sofrendo ou não, mas sua aflição só você que sente. Por isso, amenizar ou aniquilar essa dor depende da sua mudança de comportamento. Más recordações desencadeiam respostas diretamente ligadas ao estresse, à ansiedade e às doenças psicossomáticas, como disse anteriormente. Por isso é fundamental ressignificar o momento desencadeador do sofrimento e reprogramar sua mente. Você já viveu sua dor, agora é hora de trocar os sentimentos negativos por atitudes positivas.

    3. Não se concentre no sofrimento, foque no aprendizado

    Quanto mais você continuar ruminando sobre sua dor, maior será o sofrimento. Concentre-se no aprendizado de sua experiência negativa. Existe um costume japonês muito pertinente para esse tipo de situação (leia mais aqui). Quando uma peça de cerâmica se quebra, eles costumam restaurar seus cacos preenchendo os espaços com laca e pó de ouro. Dessa forma, o objeto quebrado passava a ter mais valor que aquelas peças intactas, como uma maneira de demonstrar a valorização do objeto pelas experiências vividas.

    4. Procure ajuda para apoiá-lo no processo de amadurecimento

    Procure um amigo, um terapeuta, um coach, leia sobre o assunto. Assista a vídeos inspiradores (clique aqui). Não importa. É importante não só compartilhar com outras pessoas sobre o que você está passando, como também buscar uma perspectiva neutra por meio de um atendimento terapêutico ou leitura. Ouça o que eles têm a dizer. Acredito que você perceberá a oportunidade de crescimento a partir dessa experiência de dor. E que é capaz de mudar sua história.

    5. Acredite que você é digno de amor e felicidade e aja em direção a isso

    Não basta acreditar que você é merecedor de amor e felicidade. Você tem de agir como um merecedor. Só assim você irá atrair sentimentos positivos dos outros. Converse consigo mesmo, encare suas mágoas, admita seu sentimento de vergonha e humilhação. Sinta tudo o que tem direito a sentir. Mas, a partir daí, aja de uma forma positiva. Vá atrás de algo que possa ajudá-lo a superar essas mágoas. Só assim a nuvem negra que te acompanha vai se dissipar e você irá finalmente acreditar que é digno de amor e felicidade. É você que tem o poder de curar sua tristeza a partir da mudança de pensamento e de atitude. Quando você buscar soluções para fazer as pazes com o passado, você irá receber tudo o que merece.

    Aproveite para baixar gratuitamente o eBook AUTOESTIMA – Fortaleça sua autoestima sempre que passar por uma rejeição.

    Leia mais
  • 7 dicas para sobreviver ao fim de um relacionamento

    Este artigo faz parte de uma série de Perguntas e Respostas que começarei a postar aqui no site.

    Ele é fruto de perguntas enviadas por pessoas dispostas a tirar comigo suas dúvidas sobre relacionamento.

    Se você também quiser participar e ver aqui sua dúvida solucionada, clique aqui e envie também suas perguntas. Terei o maior prazer em respondê-las.

    Como você já leu no título, iremos falar hoje sobre o Fim do Relacionamento.

    As dúvidas que recebi da brasiliense C.B  foram as seguintes:

    1ª PERGUNTA
    Como encerrar um relacionamento, de forma que o “ponto final” não seja traumático para nenhum dos lados?

    2ª PERGUNTA
    No caso da pessoa que “foi dispensada”, como superar o fim do relacionamento?

    3ª PERGUNTA
    Após o fim de um relacionamento, quais são os passos fundamentais para “virar a página” e iniciar uma nova fase da vida?

     

    Vamos lá, então, à resposta.

    Depois de muitas lágrimas enxugadas, é hora de você refletir e avançar. Nada de viver o luto eternamente como se você não merecesse alguém para dividir com você uma vida feliz.

    A boa notícia é que, na medida em que os dias, horas e minutos passam, mais fácil vai sendo lidar com todos esses sentimentos, caso você decida encará-los de frente. E, para isso, é preciso que você levante a cabeça e assuma a sua responsabilidade pelo que viveu no passado e pelo que deseja viver no futuro.

    1. Chore até suas lágrimas secarem

    2. Encontre algo para direcionar sua energia

    3. Tenha alguém para desabafar

    4. Enxergue além do que se apresenta para você agora

    5. Reconstrua sua vida

    6. Converse com um profissional

    7. Aceite a perda

     

    #1

    Chore até suas lágrimas secarem

    Você se sente magoada e, é claro, que as lágrimas irão rolar. Deixe-as fluir. Não reprima seus sentimentos. Deixe as emoções aflorarem e não esconda nada nem de você mesma nem dos outros.

     

    #2

    Encontre algo para direcionar sua energia

    Faz parte chorar, sofrer, passar pelo luto. Mas isso não significa manter-se nessa toada até o fim. É essencial que você também coloque na sua rotina atividades que possam ocupar outros espaços da sua mente, a fim de ajudá-la a relaxar e a compreender que a vida continua, apesar da experiência ruim. Continue a trabalhar, a fazer suas leituras, a assistir seus filmes preferidos, a caminhar com seu cachorro, a sair com suas amigas. Para que tudo passe, é preciso que você continue a viver.

     

    #3

    Tenha alguém para desabafar

    É para isso que os amigos servem. Um bom ombro de confiança é a melhor forma de dar vazão aos sentimentos negativos. Fale, desabafe, aproveite para colocar tudo para fora do seu coração.

     

    #4

    Enxergue além do que se apresenta para você agora

    Pense em tudo o que é positivo na sua vida. Pense no que você tem agora. Não deixe que essa perda destrua o resto da sua vida também. Você viveu um passado, sofre no presente, mas tem todo um futuro que pode ser maravilhoso. Lembre-se disso.

     

    #5

    Reconstrua sua vida

    Como disse anteriormente, você viveu um passado, mas não é por isso que irá se prender a ele. Quanto mais você se movimentar para frente, mais esse sofrimento ficará no passado. Novas experiências irão substituir aquilo que ainda dói. Mantenha-se ocupado, siga em frente.

     

    #6

    Converse com um profissional

    Se você sente que não está conseguindo lidar com toda essa experiência sozinho, procure um profissional. Você pode contar com um terapeuta, com um coach afetivo, com qualquer profissional que lhe ajude a liberar sua dor. Com certeza é uma forma de receber um conselho mais efetivo e direcionado para aquilo que você procura curar.

     

    #7

    Aceite a perda

    É claro que você se sente triste com o fim do relacionamento. E é totalmente natural e até desejado que você chore e externalize seus sentimentos. Mas lembre-se de deixar o passado no passado. Cada relacionamento vivido por você até hoje foi um aprendizado (ou você tem dúvida disso?).

    Cada experiência afetou positivamente a pessoa que você é hoje. E você viveu na pele que o tempo cura todas as feridas. Basta que você mantenha a mente aberta para que novas experiências aconteçam e que você continue aprendendo com elas.

    Baixe aqui o eBook com esclarecimentos mais completos sobre o tema.

    E para quem já tem um amor, mas quer descobrir como fazer com que este relacionamento seja duradouro e feliz, sugiro que assista aos vídeos que contam o segredo para fazer essa transformação na vida a dois. Vídeo Parte 1 e Parte 2.

    Leia mais
  • relacionamento, paciência, princípio 90/10
    Como se relacionar com os outros?
    Por Alenne Namba Life Coaching

    Hoje estou aqui para postar um vídeo do meu novo canal do YouTube.

    No processo de Coaching, gosto de passar esse vídeo na segunda sessão. Essa sessão tem como tema Relacionamentos e Atitudes. É quando eu e o coachee (cliente) discutimos sobre suas dificuldades relacionais, sobre uma situação desafiadora pelo qual ele já passou e que não conseguiu lidar como gostaria.

    Ali, juntos, nós buscamos rastrear o foco, buscamos compreender que soluções poderiam ser utilizadas naquela situação específica. Acabamos aprendendo que as possibilidades são infinitas.

    É um momento em que explico o Princípio 90/10. Já ouviu falar dele?

    O Princípio 90/10 nada mais é o que compreender que situações inesperadas ocorrem no nosso dia-a-dia constantemente. Entretanto, a forma como as enxergamos é que irão definir o significado daquela situação para nós.

    Costumo dar o seguinte exemplo:

    A família está sentada à mesa, tomando seu café-da-manhã. Os filhos já estão vestidos para irem à escola.
    O caçulinha, de 5 anos de idade, derruba a xícara de leite na mesa. Puxa! Molha o pão da irmã, o jornal do pai, a toalha de mesa novinha da mãe. É a cena do caos!

    Nem preciso dizer que é um acontecimento suficientemente desastroso para acabar com a manhã de toda a família. A irmã fica com fome, porque não tem mais pão. E vai chateada para a escola. O pai fica mal-humoradíssimo porque o leite molhou justamente a matéria que ele gostaria de ler. A mão, nem se fala, gritou com o filho, com a filha, com o pai. Reclamou aos berros e já sentenciou: “Já estou vendo que meu dia vai ser um inferno!”

    Sim, ela está certa!

    Da forma como deu significado para aquele acontecimento, está mandando uma mensagem para sua mente: “Prepare-se, meu dia vai ser um inferno.” E, muito provavelmente, as situações corriqueiras que ocorrerão naquele dia serão enxergados por ela como negativas. um tem para contar.

    Por que, então, Princípio 90/10?

    Porque 10% diz respeito ao fato em si, ao acontecimento, à realidade.
    E 90% dizem respeito ao significado que você dá para o fato. Ele pode ser grande, pequeno, bom, ruim, desastroso, maravilhoso! Todas essas leituras é você quem cria em sua mente, estão ligadas à sua fantasia.

    E é justamente por isso que gosto de dividir esse vídeo com os coachees justamente nessa sessão. Porque ele consegue transmitir com muita propriedade essa mensagem.

    E você? Como tem lidado com os acontecimentos que surgem no seu dia-a-dia? Na sua vida?

    Conte para mim. Comente abaixo uma situação pela qual tenha passado. Tenho sempre um prazer enorme de conhecer as histórias fascinantes que cada um tem para contar.

    Leia mais