• O Coaching Online é para você?

    O Coaching Online tem ganhado espaço nos últimos anos. E muitos leitores têm me perguntado como funciona uma sessão de Coaching Online. Portanto, resolvi escrever um artigo mais detalhado sobre os benefícios dessa prática aliada à tecnologia.

    Se você acompanha meus artigos já sabe que o Coaching pode atuar em diversas áreas da sua vida. Uma coach pode ser considerada como uma consultora para assuntos pessoais, ajudando você a atingir suas metas de vida.

    Há processos de Coaching para grávidas, para recém-pais, para noivas, para adolescentes, para aqueles que estão em busca de equilíbrio entre vida profissional e pessoal, para quem se aposentou e está atrás de novas experiências, para quem precisa de foco nos estudos, para quem deseja emagrecer, para quem quer organizar sua casa ou sua vida, para quem busca um relacionamento saudável e duradouro. Ou seja, assim como o ser humano possui infinitas questões a serem trabalhadas, o Coaching é uma metodologia que pode ajudar em todas elas.

    Como psicanalista em formação, já participei de algumas consultas de supervisão online e percebi o quanto as ferramentas como Skype e Hangout podem ser aliadas num processo de Coaching Online para aqueles que não podem estar fisicamente no meu consultório em Brasília. Aqueles profissionais capazes de adaptar positivamente a técnica presencial para o espaço virtual podem sim oferecer uma sessão com o mesmo nível de eficácia que uma sessão presencial, com o benefício de um custo mais acessível.

    As sessões online duram os mesmos 50 minutos de uma sessão presencial e são marcadas semanalmente em horário acordado previamente, por exemplo, toda quinta-feira às 18h. Ligamos nossas câmeras e compartilho minha tela, se necessário. Assim podemos criar uma conexão maior e posso entender também o que é “dito pelo olhar”.

    Nos primeiros minutos nós conversamos sobre os assuntos que o coachee (cliente) deseja trabalhar e, em seguida, começamos a praticar as ferramentas adequadas para o assunto em questão. Na sessão presencial essas ferramentas são entregues impressas para o coachee; já na sessão online ela é enviada em pdf pelo próprio Skype ou Hangout. Por experiência, percebo que as expectativas são superadas tanto no atendimento presencial quanto no online. (Veja aqui os depoimentos das minhas clientes)

    Meu processo todo é baseado em autoconhecimento e ação. O coachee chega insatisfeito com alguma área da vida e muitas vezes pensa se tratar de apenas um aspecto da vida, mas na verdade são vários. As questões de sobrepeso ou financeiras ou de insatisfação afetiva, por exemplo, todas estão interligadas entre si e possuem origens profundas. E são justamente essas origens que procuramos compreender nas primeiras sessões. Chamo de sessões de auto-investigação.

    Nas sessões seguintes, traçamos um plano, criamos um caminho a ser percorrido. E essa parte é muito importante, porque um processo de Coaching é ação. Sendo assim, o coachee entende que ele precisa colocar a mão na massa. Eu costumo fazer a comparação com um personal trainer. Eu, como coach, irei ajudá-lo a criar seu planejamento pessoal, mas quem irá pegar o peso será você, pois só você poderá agir, mudar seu comportamento em direção às suas metas.

    Uma das minhas clientes online me procurou para traçar um planejamento para sua carreira pós-aposentadoria. Ela é uma servidora pública prestes a se aposentar e queria colocar em prática um sonho antigo: abrir uma empresa de consultoria na área ambiental.

    Ao longo das sessões, ela foi descobrindo que sua alta ansiedade e falta de foco e persistência estavam ligadas à relação conturbada que havia tido com o pai, à época já falecido. Foram diversas sessões e muita mão na massa colocando em prática as ferramentas para que ela se sentisse mais leve, mais equilibrada e, principalmente, mais livre daquilo que havia se transformado num fantasma em sua vida; tudo isso a fim de realmente transformar em realidade seu sonho de ser consultora ambiental após a aposentadoria.

    Muitas vezes o que nos impede, o que nos faz nos sentirmos travados no nosso comportamento são questões invisíveis, desconhecidas, inconscientes. Um processo de Coaching é o que te auxilia a se encontrar, a se conhecer, a encontrar seu equilíbrio para poder analisar a vida e definir o caminho escolhido por você, não mais por ninguém. Vejo isso todo o tempo em meu consultório.

    Portanto, se você é o tipo de pessoa que persegue incansavelmente seus objetivos e que não quer mais deixar seus planos guardados na gaveta à espera de um milagre, conte com meu processo de Coaching Online.

    A quem se dirige o Coaching Online?

    • Pessoas sem disponibilidade de tempo deslocamento para sessões presenciais;
    • Pessoas que se encontram em cidade ou país distante geograficamente;
    • Quem prefira participar da sessão no conforto da sua casa ou trabalho;
    • Pessoas com algum problema que dificulte a ida a uma sessão presencial ou com dificuldade de locomoção;
    • Pessoas que tenham dificuldade com contato pessoal;
    • Que esteja familiarizada com a utilização de novas tecnologias;
    • Indivíduos que viajam frequentemente ou que tenham mudado de endereço e desejam continuar o processo;
    • Para quem simplesmente prefira as sessões online.

    Entenda os termos:

    Coaching
    É uma metodologia que busca auxiliar o coachee no autoconhecimento, atingimento de metas, solução de problemas e desenvolvimento de novas habilidades e comportamentos.

    Coach
    É o profissional especializado no processo de coaching. Pode ser comparado a um personal trainer que auxilia o coachee, levando-o à reflexão, à auto-investigação, à busca de soluções, ao planejamento de vida e, consequentemente, à transformação em direção aos objetivos desejados.

    Coachee
    Cliente, ou seja, a pessoa que passa pelo processo de coaching.

    Leia mais sobre o Coaching Online clicando aqui.

    Leia mais
  • O ano acabou. O que você deseja para 2015?
    Por Alenne Namba

    Eu amo esta época do ano!

    Não só porque podemos descansar do ano que está findando, mas também porque, para mim, é época de reflexão. Todo mês de dezembro, eu tenho como tradição refletir sobre o ano que passou e o próximo ano. E faço isso no meu caderninho do Pequeno Príncipe, que ganhei da minha irmã. Na verdade, comprei mais 5 destes caderninhos para dar continuidade ao meu Diário de Bordo – leia aqui sobre isso – cada vez que um deles acaba.

    Eu estou começando a fazer essa reflexão, já que o mês de dezembro começou e eu convido você a fazer o mesmo.

    E como faço isso?

    Eu observo os momentos de mais destaque ao longo do ano, o que fez diferença e sentido para mim. E me pergunto que lições aprendi com cada uma delas, como evoluí com cada situação, que objetivos atingi ou deixei passar em cada um desses momentos. E eu sempre me surpreendo com as respostas. Sempre!

    Então, eu convido você a providenciar seu caderninho, seu Diário de Bordo, e refletir sobre esse balanço de 2014. E espero que isso seja um estímulo para que você já comece a se animar com 2015.

    12 REFLEXÕES (2014-2015)

    Para o ano que passou

    1) O que deu certo em 2014?
    Anote em seu Diário de Bordo as metas que você alcançou ou aquelas em que tenha avançado em direção ao resultado. Anote tudo o que deu certo e que fez diferença para você.

    2) Como foi o seu caminho, sua evolução?
    De que maneira você percebe que foi testado em 2014? Foi desafiador para você? Como você cresceu com tudo isso? Que novas habilidades conquistou, que consciência foi despertada em você? Teve novas idéias, insights na vida profissional e na vida pessoal? Como você sai diferente desse caminho?

    3) Quais foram os seus momentos favoritos de 2014?
    Perceber as experiências positivas do ano que passou é uma excelente estratégia para a construção de um novo ano otimista, com boas expectativas.

    4) O que você precisa desapegar, deixar sair da sua vida, para estar pronto para 2015?
    Considere tanto o seu espaço físico (seu escritório, sua casa), como os seus lixos mentais e emocionais. Tudo aquilo que você deveria ter jogado fora há tempos, que só atrapalham seus projetos, sua vida.

    5) Lembre-se de quem te ajudou
    Lembre-se de todas as pessoas que te ajudaram de uma forma ou de outra em 2014. Essa relação serve não só para que você exercite sua gratidão (sentimento raríssimo nos dias de hoje) quanto para saber realmente com quem pode contar. Você vai se surpreender porque nem sempre aquela pessoa a quem você mais dedica seu amor é quem realmente te auxilia nos momentos difíceis.

    6) O ano de 2014 teve um tema para você?
    “Este foi o ano em que ________________________________________________________________.”

    Para o próximo ano:

    7) Quais são seus objetivos para 2015?
    Considere tanto os objetivos profissionais quanto os pessoais. Contemple também tanto as metas pequenas, quanto as de médio porte e aquelas mais audaciosas. Afinal, nós precisamos ser desafiados.

    8) Que pontos fortes você utilizará no próximo ano para realizar seus objetivos?
    Eu sei que para muitas pessoas isso é bem difícil. Alguns não conseguem enxergar suas próprias forças pessoais e isso é bem delicado. Se você é um deles, leia este artigo. Talvez possa ajudá-lo.
    Agora se você tiver facilidade em listar seus pontos fortes, aproveite para considerar também o seu networking, seu conhecimento, suas habilidades, sua experiência. Para, a partir dessas informações, traçar um plano de ação.

    9) De que forma você vai cuidar do seu equilíbrio PESSOAL para manter ou aumentar a sua energia para o próximo ano?
    Tire um tempo para refletir sobre o seu bem-estar físico, mental, espiritual e emocional. O que precisa acontecer para preencher qualquer lacuna que você percebe hoje? Onde você está e para onde deseja ir? Como você colocará isso em prática?
    Este artigo vai te ajudar a seguir o seu caminho.

    10) De que forma você vai cuidar do seu equilíbrio PROFISSIONAL para manter ou aumentar as suas aspirações para o próximo ano?
    Que novas habilidades você deseja adquirir ou aprofundar em 2015? Como é que você aumentará seu networking? Que novos desafios você vai tomar para si? Quais as pessoas que podem te apoiar e te ajudar a alcançar esses objetivos profissionais? Como precisa se relacionar com os colegas para atingir seus objetivos? Leia mais aqui.

    11) De que forma você vai contribuir para um mundo melhor em 2015?
    Que trabalho voluntário ou que tipo de apoio ao outro você partilhará no próximo ano? Como irá devolver ao mundo tudo de bom que recebeu em 2014?

    12) Se você puder escolher um tema para 2015, qual será?
    “Este foi o ano em que ________________________________________________________________.”

    Essa é a minha visão de como celebrar o passado e me preparar para o novo ano. Isso me ajuda muito a fazer valer cada dia ao longo do ano que chegará. Espero que tenha o mesmo efeito para você. Afinal de contas, é preciso aprender com o antigo para usufruir do novo. E acredito que esta é uma ótima forma de fazer esse exercício.

    Mãos à obra!

    Leia mais